uma espécie de peach blossom marble cake

De volta à cozinha, e para recomeçar um bolo de iogurte marmoreado com cobertura glacé.

Depois de ver o desafio do Masterchef com a Merle Parrish de seu nome, uma verdadeira avó da culinária australiana ao que consta decidi tentar fazer algo semelhante.
A receita original está publicada aqui** pela própria que explica e demonstra passo a passo, para quem quiser fazer o bolo original.

Optei por fazer uma base de bolo de iogurte,  a receita da Leonor de Sousa Bastos  Flagrante delícia**
bolo base :
. 4 ovos  . 150gr de manteiga sem sal  . 270gr de açúcar  . 240gr de farinha  . 1 colher de café de aroma de baunilha  . 250gr de iogurte grego natural
extra à receita original 
. corante alimentar vermelho ou rosa (preferível usar o gelatinoso em vez do líquido que altera um pouco as bases) diluído num pouco de iogurte para acrescentar a 1/3 da massa de bolo já pronta 

para a cobertura de glacé cor de pêssego rosado;
 .1+1/2 chávena de café de água quente  . 1 colher de chá de manteiga  . açúcar em pó q.b. conforme consistência desejada  . um pouco de corante vermelho que deve ser acrescentado diluído num pouco de água de modo a controlar o tom de cor que se quer.

Bater bem a manteiga à temperatura ambiente com o açúcar.
Adicionar o iogurte e as gemas e a baunilha.
Juntar a farinha. 
Bater as claras em castelo firme e envolver no preparado anterior.

Retirar cerca de 1/3 da massa do bolo e juntar aos poucos o corante até alcançar o tom pretendido.

Deitar a massa do bolo de modo a criar o efeito marmoreado pouco envolvido já que o tom é muito ténue e fica melhor se for feito em apenas duas camadas.

Levar ao forno aquecido a 160º até estar cozido o que demora cerca de 30-40 minutos.

Depois de cozido deixar arrefecer um pouco. 
Enquanto se espera faz-se o glacé que não é mais que a água aquecida com a manteiga e onde se vai deitando o açúcar em pó peneirado e o corante, como já referi deve estar diluído num pouco de água à parte de forma a controlar a cor à medida que se acrescenta na água para o glacé.
A consistência pretendida faz-se com a quantidade maior ou menor de açúcar acrescentado,  para mim foi de um creme espesso mas que desliza sobre o bolo sem escorregar demasiado.
Depois de feito é só verter sobre o bolo de modo uniforme e deixar cristalizar, aliás o que acontece rápidamente.

E assim se cruzam três cozinhas numa receita, a minha, a da Merle Parrrish e da Leonor de  Sousa Bastos. ;))

Um bom recomeço a todos  e bom apetite!
by me. and from around me 142090

3 comentários:

São Ribeiro disse...

Gostei muito deste bolinho deve ser uma delicia.
Bj

me. disse...

São;
é muito saboroso, docinho e húmido, uma boa entrada para recomeçar a cozinha!

Leonor Cerveira disse...

Olá....
Que belo aspecto..... Adoro....
Beijocas
Leonor

http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin