Pudim Flan

Hoje fiz o tradicional, a lembrar sobremesas antigas.

Para mim é um clássico. Por vezes é difícil acertar com a receita, ou é a temperatura, ou é o tamanho dos ovos e muda logo o aspecto, mas quer fique partido ou inteiro ele desaparece na mesma por estas minhas bandas.
Para não ter que lidar com o stress do desenformar complicado de um pudim grande, levo-o a cozer em taças individuais de grés, pura opção minha.

Para um Flan de forma ou em doses individuais:

. 6 ovos inteiros . 1 gema . 1/2 l de leite . 7 colheres de açúcar . 150gr de açúcar para caramelo

Começo por fazer o caramelo que vai forrar a/as forma/s, para isso basta colocar o açúcar ao lume até ganhar consistência e cor de caramelo e verter na forma onde o pudim vai cozer.

Há quem tenha dificuldade em fazer caramelo ou esteja com pouca vontade de lavar tachos...pode ser usado o caramelo de venda, mas o fundo do pudim não fica o mesmo porque este é um caramelo líquido e por isso o efeito de camada fica um pouco mais dispersa o que poderá alterar a firmeza do fundo do pudim.

Aquece-se o leite. Batem-se os ovos inteiros e as duas gemas com as 7 colheres de açúcar, de seguida deita-se aos poucos o leite aquecido de modo a envolver bem.

Verte-se o preparado anterior na forma já barrada com caramelo e leva ao forno a cozer em banho-maria cerca de 45 minutos em lume médio.

Retira-se do forno ainda mole e só depois de bem frio se desenforma o Pudim.
O último passo do arrefecimento é mesmo a passagem pelo frigorífico.

Uma sobremesa com aroma da infância... Bon appétit!

by me. 16106

3 comentários:

Pratos da Bela disse...

Amo pudins...
Jinhos fofos

me. disse...

Uma perdição às vezes! ;)

Cândida disse...

o mais simples é, na maior parte dos casos, o melhor. vou experimentar até pk agora são um pudim vintage.

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin